Família, instituição divina

Como disse na semana passada, estamos na Campanha dos 40 dias de jejum e oração pela família. Todos os dias, o livro da campanha traz alguma meditação sobre a família, e depois pedidos específicos acerca dos quais orar em relação às famílias.

A expressão “Família, instituição divina”, foi o tema de meditação e oração da primeira semana, e eu gostaria de compartilhar um pouco do que vimos. Foi muito bom!

“Então o Senhor Deus declarou: Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e o corresponda” (Gênesis 2:18)

O homem não foi feito para viver sozinho. Deus criou o homem para viver em sociedade, e a primeira sociedade (“zinha”) que Deus criou foi a família. O homem – a humanidade – deve viver em família, e é no casamento que está a base fundamental dessa vida social, da vida em família. Deus estabeleceu o casamento como marco inicial de uma nova família.

“Por essa razão, o homem deixará pai e mãe, e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne”. ( Gênesis 2:24)

Três coisas distintas são tratadas aqui:

  • Deixar pai e mãe: mais do que sair de casa, deixar pai e mãe significa tornar-se independente, assumir a responsabilidade e disciplina de sua própria casa. É importante lembrar que Deus disse para “deixar” pai e mãe, não para “abandonar” pai e mãe. Ele não disse “parar de ouvir” pai e mãe. Deixar pai e mãe significa formar uma nova família, separar-se da dependência deles e constituir um novo lar. Este versículo jamais entrará em contradição com o mandamento de Deus, “Honra teu pai e a tua mãe”. Honra é para sempre. Respeito, consideração, contato, pedir conselhos, ouvir conselhos… é honra. Dependência, seja ela emocional, social, financeira ou a que for, é temporária. Biblicamente marcada para se encerrar no casamento. Quantos lares não teriam sido destruídos se esse princípio fosse corretamente aplicado!
  • Unir-se: Depois que eu me comprometo no casamento com alguém, eu me unirei a ele. Aqui está o lugar biblicamente ordenado, divinamente planejado, para o relacionamento sexual. Dentro do casamento.
  • Tornar-se uma só carne: o casamento é indissolúvel. Uma só carne, um só corpo. Para retirar algo do seu corpo, você só faz isso mediante uma cirurgia dolorosa e que muitas vezes deixa sequelas no seu corpo. Esta é a ilustração. O que está unido, não se pode separar. Se o fizer, muita dor e sequela se seguirá a isso.

A família foi feita para que o homem pudesse se relacionar. Se somos criados à imagem e semelhança de Deus, devemos então seguir o modelo de relacionamento divino, expresso de forma perfeita a nós através da Trindade. Na Trindade, temos um exemplo de relacionamento harmônico, interdependente e indissolúvel.

Harmônico, porque Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo executam suas funções com harmonia e entendimento. Interdependente, porque cada um tem atividades e funções diferentes, mas operam dentro de uma interdependência. Indissolúvel, porque a Trindade nunca poderá ser dissolvida.

Semelhantemente, devemos orar e perseguir um relacionamento assim em nossas famílias. Harmônico, no qual cada um procura entender e ceder aos interesses do outro, indo totalmente contra a maré dos relacionamentos egoístas hoje tão pregados em nossa sociedade. Interdependente, porque embora cada um tenha papéis e funções diferentes dentro da família, um precisa do outro, um depende do outro. E indissolúvel, porque pensando especificamente na união do casamento, o casamento não pode ser dissolvido.

Que Deus nos ajude a pensar corretamente sobre família, sobre casamento, e colocar diante dEle as nossas famílias, os nossos casamentos (ou os nossos futuros casamentos e a vontade de construir uma nova família), para que sejamos espelho do relacionamento divino e do propósito para o qual ele criou a família!

 

3 comentários em “Família, instituição divina

  1. Me orgulho muito de você Naná
    Suas mensagens são ótimas.
    Você tem o dom de evangelizar
    através do blog.Obrigado por
    fazer parte da minha Familia.
    Beijos da Tia Marcia….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s