Dia de Ação de Graças – você comemora?

Acabo de passar por aquele período característico do ano em que o Halloween, importado dos países norte americanos, veio para assolar o prédio, a natação, o shopping, a escola das crianças, etc. Eu não comemoro o Dia das Bruxas, e nem concordo que meus filhos participem. Isso é uma decisão familiar, não fico julgando ninguém que faz diferente, mas os meus não vão. Não vou entrar muito no mérito da questão aqui, mas se você quiser saber um pouco mais, o Marcelo Berti escreveu um artigo extremamente completo, equilibrado e esclarecedor a respeito do assunto lá no Coalizão pelo Evangelho, e eu recomendo muito essa leitura!! O que importa mesmo para esse post é que eu sempre me pego pensando: por que trouxeram justo a tradição do Dia das Bruxas, e não a do Dia de Ação de Graças?

O feriado de Ação de Graças é quase maior do que o Natal nos Estados Unidos, e é celebrado em toda a quarta quinta-feira do mês de novembro. O primeiro dia de Ação de Graças registrado por lá foi em 1621, após um ano de boas colheitas que foi antecedido por um ano muito ruim. Fizeram uma festa para celebrar os bons resultados, e estenderam a festa para todos os anos, no outono.

Curiosamente, descobri que no Brasil o Dia Nacional de Ação de Graças foi instituído pela Lei n.º 781, de 17 de agosto de 1949. No entanto, quase não ouço sobre comemorações do Dia de Ação de Graças no País.

Esse é um dia de agradecimento, em que expressamos gratidão a Deus por tudo de bom que recebemos ao longo do ano. Para mim, a ideia de separar um dia no ano para isso é muito legal!

Tão legal que temos feito isso na nossa família desde que nos casamos. Eu amo celebrar o Dia de Ação de Graças! E, de 4 anos pra cá, começamos também uma tradição que dura o ano todo, e que se encerra no nosso jantar de ação de graças: o “pote da gratidão” (não sou boa de nomes).

Esse potinho tem um valor muito especial para mim. Durante todo o ano, vamos colocando nesse pote motivos de gratidão que temos a Deus. Desde coisas grandes, como a conversão de uma das crianças, a cura de alguma doença mais séria na família, alguma conquista profissional, até pequenas conquistas, como o primeiro dente que caiu, um passeio gostoso que fizemos em um dia, etc. Esses últimos, os menores, frequentemente passariam despercebidos, se não tivéssemos a escolha intencional de lembrar deles também e de registar no nosso potinho!

Aí, no dia do Jantar de Ação de Graças, nós abrimos esse pote e lemos um por um, relembrando tudo aquilo que temos para comemorar e agradecer!

Tem sido bem gostoso. Já abri papeizinhos com coisas que eu honestamente não lembrava. Livramentos. Conquistas. Orações respondidas. Como Deus é bom! O ano passado, em particular, foi muito especial, porque a Ester começou a querer participar da tradição, e meu coração derreteu ao ler os bilhetinhos com a letra dela: “OBA, FÉRIAS”, “ESTOU COM DENTE MOLE”, “NATAÇÃO”, etc…. percebi que ela ficou muito animada em querer participar, e que isso pode também ser uma ótima oportunidade para ensinar gratidão ao longo de todo ano, fechando com chave de ouro no dia de Ação de Graças!

Esse ano, a data está marcada para o dia 22 de novembro. Talvez, por motivos logísticos, façamos a comemoração na sexta, dia 23. A programação será simples: comer, celebrar, ler os papeizinhos, orar e agradecer! Sem grandes frescuras. O importante é estarmos juntos!

Deixo aqui meu incentivo, caso ainda não comemore… insira essa tradição na sua família e celebre intencionalmente o que Deus tem feito por vocês!

“Sejam gratos em todas as circunstâncias, pois essa é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus”. (I Tessalonicenses 5:18)

 

3 comentários em “Dia de Ação de Graças – você comemora?

  1. Quando você começa o pote? No começo do ano, ou logo que passa o dia de ação de graças? Estou querendo começar esse ano também…

  2. Oi, Naná… Saudades de ler seus textos.
    Conheci o pote da gratidão no ano passado e neste ano uma vizinha começou a fazer para comercializar. Ela não é cristã, então colocou no rótulo do pote para que se agradeça ao Universo. Solicitei então que ela fizesse dois para mim e no rótulo colocasse Filipenses 4:6-7. O meu, pretendo começar a usar dia primeiro de Janeiro e vou presentear outros amigos com o mesmo. Foi uma oportunidade de mostrar o amor de Deus para uma vizinha que está com síndrome do pânico por ter sofrido um assalto recentemente. Como Deus usa coisas tão simples para tocar corações. Quanto ao Halloween, meus filhos também não participam. Ano passado tive a ideia de fazer com eles e meus sobrinhos uma festa na mesma data, e chamamos de Festa da Luz para comemorarmos a Palavra de Deus que é Luz para os nossos caminhos, afinal dia 31 de outubro também comemora-se a Reforma Protestante e, para quem não sabe, é o Dia Nacional da Proclamação do Evangelho. Foi muito legal. Neste ano não estávamos com meus sobrinhos, mas Davi queria de novo que fizéssemos a Festa a Luz e pediu para que eu convidasse seus amigos aqui do prédio. Assim fizemos. Foi uma experiência linda. Davi ficou feliz por mostrar um pouco sua fé de forma tão simples e natural. Depois que todos foram embora, o flagrei orando a Deus, fazendo uma declaração como nunca tinha visto antes. Eu nunca pensei em comemorar o Dia de Ações de Graças, mas também não compreendo porque importamos justo o Halloween…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s