Eu li: Faça mais e melhor – um guia prático para a produtividade

Quando vi esse livro lançando no site da Fiel, quase dei um grito de alegria. Há tempos estava querendo um livro exatamente dessa natureza, estilo “faça mais e melhor” (está até no título! Haha), mas com uma abordagem cristã. Não sabia que existia.

Ele não apenas existe, mas é ÓTIMO! O livro é muito prático, te dá ferramentas para você usar e aumentar sua efetividade, mas, antes, apresenta uma perspectiva teocêntrica acerca da produtividade, e do motivo pelo qual fazemos o que fazemos. É excelente!

Sem mais delongas, segue a minha breve ficha de leitura:

Título: Faça mais e melhor – um guia prático para a produtividade

Autor: Tim Challies – pastor da igreja Grace Fellowship em Toronto, Canadá, editor do site de resenhas Discerning Reader e cofundador do Cruciform Press. Também escreve no blog autoral challies.com que, na minha modesta opinião, você PRECISA conhecer. Eu nunca tinha ouvido falar dele até ele lançar esse livro, aí ele veio na Fiel 2018 e deu uma palestra INCRÍVEL sobre a Sabedoria cristã na era das mídias sociais (corre para assistir) e, na sequência, uma amiga me falou do blog. É um cara novo, meio desses cosmopolitas (Toronto, né), gostei mesmo do estilo de escrita dele.

Editora: Fiel, 2018

Páginas: 124 (entra na categoria livro fino, hein?)

Sobre o livro: a ideia é, essencialmente, prática: ajudar o leitor a conquistar uma vida de produtividade eficiente e de qualidade. O livro tem 10 capítulos, sendo que os dois primeiros são, essencialmente, a “fundamentação teórica” da produtividade. Então, para começar, ele define a produtividade. Em seguida, traz princípios cristãos que podemos aplicar para tratar tudo o que nos vem à mão para fazer: o que devo delegar, o que devo fazer, o que devo recusar, etc.

Nos capítulos 3 e 4, ele nos estimula a separar um tempo para fazer um certo trabalho mental antes de mergulhar nos próximos seis capítulos, em que ele é predominantemente “braçal”. Nesse exercício, ele defende que devemos dividir nossa vida em áreas de responsabilidade, e definir uma “missão” para cada uma delas. Sem isso, para ele, é mais difícil se organizar, priorizar, produzir, etc.

Depois disso, os próximos capítulos são onde ele apresenta as ferramentas de produtividade. Ele aconselha a termos três: uma para gerenciamento de tarefas, uma para calendário e, por último, uma para manejar as informações. Apresenta as suas preferidas, como as utiliza, como devemos começar a mexer nelas e nos organizar. É muito, muito prático mesmo. Por fim, depois de instalar e alimentar as ferramentas, ele mostra como vivenciar o sistema funcionando em conjunto (tarefas, calendário e informações), e como mantê-lo para garantir a produtividade.

De bônus, dois capítulos: um para domar o seu e-mail (M-U-D-O-U a minha vida) e outro com 20 dicas adicionais para aumentar a produtividade.

O que achei curioso do livro é que ele me ajudou para o trabalho na Unicamp e tal, mas ele REALMENTE me ajudou muito na administração de minhas outras áreas de responsabilidade, principalmente da casa e pessoal! Ou seja, ele não é para “trabalho”, ele é para todo e qualquer trabalho!

Um pequeno trecho:

“Não há tarefa na vida que não possa ser realizada para a glória de Deus. (…) Produtividade é administrar seus dons, talentos, tempo, energia e entusiasmo com eficácia pelo bem das pessoas e para a glória de Deus. Espero que esta máxima estabeleça seu propósito: glorificar a Deus ao praticar o bem às pessoas. Não há plano melhor, nem ideal mais sublime. Então, em última análise, esta é a essência da produtividade e, portanto, a essência deste livro: fazer o bem às pessoas. Você é mãe e dona de casa? Isso é o que determina em que medida é produtiva. Você é um diretor executivo? Isso também é o que determina em que medida é produtivo. Você é professora, fabricante de ferramentas, médica ou motorista? O mesmo se aplica a você. Mesmo quando estamos falando de ferramentas, programas de computador ou sistemas, você precisa lembrar-se do nobre e sublime propósito por trás de tudo: glorificar a Deus, fazendo o bem às pessoas.”

Desde que finalizei a leitura, estou com duas das três ferramentas dele já rodando alegremente na minha rotina. Devo implementar a terceira em breve. Mas, sem dúvida, além desse teor prático do livro, o Tim Challies me ganhou quando apresentou o seu “catecismo da produtividade”, de onde extraí o trecho acima, pois coloca o cristão e suas atividades em seu devido lugar: o de dar glória a Deus em tudo o que fizermos!

 

2 comentários em “Eu li: Faça mais e melhor – um guia prático para a produtividade

  1. Comprei esse livro ano passado, com muitos outros. Coloquei ele no topo da lista e nunca comecei a a ler (momento constrangedor).
    Seu artigo me deu novamente o start pra começar já!
    Deus te abençoe Nana! ❤️

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s