Antes do 11

Um dos meus versículos preferidos sempre foi:

“Porque sou Eu que conheço os planos que tenho para vocês, diz o SENHOR, planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.” (Jeremias 29:11)

Sempre gostei dele, porque acho que ele reforça o quanto os planos de Deus são bem melhores e maiores do que os nossos. É um versículo bonito, desses que a gente normalmente gosta, né? E quer colar na geladeira, colocar de fundo de tela no computador, essas coisas.

Só que, um dia, um “pequeno detalhe” desta passagem fez toda a diferença, e me fez gostar dela ainda mais: eu olhei o versículo de Jeremias 29:11 considerando o que vem “antes do 11”… ou seja, o contexto no qual ele foi escrito. É sobre isso que quero compartilhar com vocês.

A situação era a seguinte, bem resumidamente falando: o povo de Jerusalém havia sido deportado para a Babilônia. Reis, sacerdotes, todos estavam agora em terra estranha, sem saber por que, sem saber por quanto tempo, sem saber nada.

Já aconteceu com você? Alguma situação que você viveu ou vive e que você não sabe por que, nem por quanto tempo, nem nada? Comigo já. Falei dela recentemente, no meu post “no meio do caminho”.

Com certeza pairava no ar um grande clima de incerteza quanto ao futuro. Até quando vamos ficar aqui, o que vão fazer conosco, o que fazemos agora, o que será de nós, etc etc, são perguntas que certamente foram feitas com frequência.

Você já fez alguma pergunta parecida?  Eu já. Muitas delas. Muitas vezes.

O profeta Jeremias então recebeu uma mensagem do Senhor, e essa mensagem deveria ser entregue ao povo exilado. A carta dizia o seguinte, preste bem atenção:

“Assim diz o SENHOR dos Exércitos, o Deus de Israel, a todos os exilados, que deportei de Jerusalém para a Babilônia. Construam casas e habitem nelas; plantem jardins e comam de seus frutos. Casem-se e tenham filhos e filhas; escolham mulheres para casar-se com seus filhos e deem suas filhas em casamento, para que também tenham filhos e filhas. Multipliquem-se e não diminuam. Busquem a prosperidade da cidade para a qual eu os deportei e orem ao Senhor em favor dela, porque a prosperidade de vocês depende da prosperidade dela. Porque assim diz o SENHOR dos Exércitos, o Deus de Israel: Não deixem que os profetas e adivinhos que há no meio de vocês os enganem. Eles estão profetizando mentiras em meu nome. Eu não os enviei, declara o Senhor.

Assim diz o SENHOR: Quando se completarem os setenta anos da Babilônia, eu cumprirei a minha promessa em favor de vocês, de trazê-los de volta para este lugar. Porque sou Eu que conheço os planos que tenho para vocês, diz o SENHOR, planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro. (Jeremias 29:4-11)”  – grifo meu

Entendi bem? O povo na certa estava sedento por respostas, por explicações, definições, datas, perspectivas. Que nem eu! Talvez como você também.

Mas a carta dizia: “povo exilado, façam o seguinte: arrumem um lugar para morar, trabalhem em alguma atividade, desfrutem dos proventos vindos dela. Casem, tenham filhos, casem seus filhos. Cuidem direitinho daí onde vocês estão, porque como vocês estão aí, só serão bem-sucedidos se a sua nova terra também for”.

Até o momento, nenhuma novidade. Isso é o que eles já faziam antes! Isso é viver a vida normal, ué!

Justamente. A grandiosa riqueza desta mensagem começa por aí.

Você não sabe o seu futuro, então não perca o presente esperando por ele! Faça o que te vier às mãos para fazer hoje. Viva o hoje.

É como se Deus dissesse a nós: cuide de seus afazeres…

… porque da sua vida, cuido EU!!

É isso que ELE continua dizendo na carta aos exilados, lembra? A mensagem continua: quando der o tempo certo, EU cumprirei a minha promessa e EU vou tirar vocês daí.

Nenhuma explicação. Nenhum detalhe em relação a como será essa saída. Só uma promessa: eu vou tirar vocês daí. Ponto. Não queira saber como…

…. Porque Deus é quem conhece os planos, planos de fazer-nos prosperar e não de nos causar dano, planos de dar-nos esperança e um futuro. É Deus quem conhece. É Deus quem sabe, e Ele não precisa dar respostas às nossas inquietações. Ele já disse o suficiente: o plano dEle é bom.

Escrevo isso com lágrimas nos olhos, porque de fato a minha tendência é querer as respostas. Ando muito inquieta ultimamente. Eu quero saber o que vai ser de mim e da minha família nos próximos meses. Muitas coisas diferentes e incertas nos aconteceram, e eu quero saber o que vem lá na frente. Quero saber sobre o meu trabalho, sobre o trabalho do meu marido, sobre os meus filhos, sobre meus sonhos, sobre a minha casa, ufa!

Quero saber tanta coisa! Mas para hoje, Deus me pede uma só: cuide dos seus afazeres.

Está trabalhando? Seja responsável, faça tudo com excelência e da melhor forma possível. É mãe? Eduque com todo zelo e dedicação, insista e persista, capriche no cuidado da sua casa, cresça em conhecimento e obediência à Palavra, cuide bem da sua saúde,  trabalhe na igreja. Faça compras, cuide da sua família, exerça boa mordomia de tudo aquilo que Deus deu a você hoje…

.. do resto, cuido EU. Ele não me dá resposta nenhuma. Mas quando olho para este versículo, eu vejo que não preciso delas!

Deixar aos cuidados de Deus é deixar que o Seu plano, que Ele já disse que é bom, se desenvolva em mim, apesar de mim. Enquanto isso, vou cuidando das minhas coisas, com a excelência que Deus me pede para fazê-las.

A ansiedade e a preocupação nos paralisam, e nos tornam muitas vezes incapazes de agir. Nós podemos fazer o que temos que fazer porque sabemos que Deus é quem comanda e ordena cada período da nossa vida. Mesmo os mais incertos, mesmo os mais difíceis.

Recentemente, li um poema atribuído a um autor desconhecido, que resume muito bem essa ideia. Fiz uma tradução livre dele:

Faça a próxima coisa que você tem para fazer 

Muitos são os questionamentos, e são muitos os temores,

Muitas são as dúvidas, e está tão quieto e sem respostas aqui!

Mas, momento a momento, descem do céu

Tempo, oportunidade, e orientação, que nos são dados sempre na medida.

Não tenha medo do amanhã, filha do rei,

Confie o amanhã a Jesus, e tão somente faça a próxima coisa que você tem para fazer.

Faça imediatamente, faça com oração

Faça com confiança, lançando sobre Ele todas as suas preocupações,

Faça com reverência, como se fosse com a mão dEle!

Aquele que colocou essa tarefa diante de ti com zelo e precisão,

Permanece onipotente, abrigando você em segurança em suas asas,

Por isso, deixe todos os resultados com Ele, e tão somente faça a próxima coisa que você tem para fazer.

É uma verdade maravilhosa. Que Deus nos ajude a vivê-la dia após dia, a começar em mim. Tão somente faça a próxima coisa que você tem para fazer. Do resto, Ele cuida.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s